Quando começamos uma dieta, uma série de dúvidas surge em nossa cabeça, e nem sempre aquilo que imaginamos faz sentido. O alimento que mais causa esse tipo de questionamento é o queijo, porque existem diversos tipos disponíveis no mercado e nem sempre sabemos se é verdade que alguns devem ser evitados ou se podemos consumi-los à vontade. Abaixo, falaremos um pouco mais desse alimento e de todas as suas propriedades. 

Tudo Sobre o Queijo:

Nós separamos o queijo de acordo com o leite que são feitos, seja de vaca, ovelha, cabra, búfala, entre outros. Além disso, existe também a segregação por coalho, ultra filtração ou leite azedo, além de seu teor de gordura, consistência, entre outros.

O leite é composto principalmente de proteína, em sua maioria, chamadas de caseína, além de beta-lactoglibina e alfa-lactolbumina, juntos essas três diferentes proteínas compõe 1/5 do total do queijo.

Como elas estão em sua maioria presentes no soro do leite, os queijos têm menos ou mais proteínas dependendo do grau de maturação e coagulação com que é feito o queijo. Além disso, eles ainda possuem uma quantidade de gordura e colesterol que dependerá também do processo realizado para sua composição.

As vitaminas também vão variar de acordo com o tipo de queijo que você escolher, mas, no geral, eles possuem as chamadas vitaminas lipossolúveis. Ainda é possível encontrar queijos com vitamina A, B12 e B2, como o tipo cheddar.

Os Melhores Queijos para sua Dieta:

Tipos de Queijo

No topo da lista de melhores tipos de queijo para se comer em uma dieta está a Ricota. Ela possui cerca de 43 kcal e, em média, 96 miligramas de cálcio. Também é uma excelente fonte de aminoácidos e possui de 10% a 50% de gordura, dependendo se é ou não light. A ricota, ainda, conta com 5.63 gramas de proteína, vitamina A, B6 e B12.

Queijo Ricota

O queijo Cotagge também faz muito sucesso para quem está de dieta. Com apenas 49 calorias, ele possui 5.56 gramas de proteína, 41,3 miligramas de cálcio, 186 de sódio e Vitaminas B 12, 6, A, B2, além de fósforo. Por ser um queijo magro, ele possui cerca de 45% de sua composição de proteínas e baixas taxas de gordura, o que ajuda muito quem está de dieta.

Queijo Cottage

A mozarela de búfala é outra boa fonte de proteína para quem começou a se alimentar de forma mais regrada. Ela possui 45% de sua composição de proteína, e mais de 59% de cálcio, o que o torna um super alimento na questão de valor nutricional. Também conhecido como um queijo magro, ele faz bem e pode ser consumido na salada, ovos e, até mesmo, em lanches.

Mozarela de Búfala

Em quarto lugar, está o queijo minas com 67 kcal e 270 miligramas por porção de 30 gramas e 8,8 gramas de proteína. Conhecido por ser um queijo leve, ele é popular no Brasil e possui pouca gordura.

 O parmesão também é muito utilizado por quem está de dieta. Ele possui 127 kcal e 376 miligramas de cálcio. Ele pode ser, até mesmo, usado por quem tem intolerância à lactose, já que é maturado. Além disso, ele possui 25% menos gordura do que os outros tipos de queijo.

Já o vilão de toda dieta no quesito queijo é o provolone. Ele possui 357,14 calorias, e uma alta taxa de gordura: cerca de 29 gramas em 100 gramas de queijo. Por ser muito gorduroso, ele acaba se tornando o vilão da dieta e deve ser riscado da lista.

Por isso, não é apenas porque é uma boa fonte de proteína que os queijos devem ser consumidos sem restrição. É preciso entender que o queijo possui calorias e gorduras, e que deve ser consumido de forma moderada.

Contato Training Center